É a política, estúpido!

mafaldaA frase acima é célebre. Era assim que Mafalda assumia que o mundo estava caótico, ou então que algo estava tão incompreensível que só podia ser por um motivo idiota, ou simplesmente era apenas a política mesmo. E por mais idiota que seja, a política está enraizada na sociedade moderna, correndo e ditando regras que nem sempre ajudam a população.

Aqui no Brasil vivemos uma democracia pluripartidária que muitas vezes parece ser apenas a mesma coisa, apenas com uma ou outra inssureição aqui e ali para inflar egos e algum político mostrar que está vivo.

Na minha opinião a política brasileira é feita de três coisas: egos, palavras e estupidez. O ego é o centro da política, sem ele nada funciona. Cada partido é um ego coletivo dos seus participantes.

Veja só: O PT chegou a ter um ego enorme, mas tão enorme que achou que era mais do que as coisas que eles mesmos pregavam, fazendo com que passasse a utilizar a estupidez política e simplesmente deu um tiro no pé.

O PSDB e Democratas também tiveram seus egos nas alturas, juntos elegeram o presidente da república duas vezes, tiveram vários governadores eleitos, mas em algum lugar acharam que só isso já ganhava eleição, e no momento seguinte, graças ao ego dos seus partidários, perderam duas eleições presidenciais. Agora caminham no mesmo rumo, apesar de que os partidos contrários a ele não terem um nome realmente forte para levar o ego adiante.

O PMDB é o ego político com palavras. Seus partidários são maioria em vários lugares, estão sempre sedentos por cargos, fazem bravatas, dizem que vão apoiar quem seja legal com eles, mas no fim apoiam quem tem o poder, mesmo não gostando disso.

Os outros partidos, apesar de serem menores, têm tanto ego que se recusam a perfilar com os demais, dizendo que são ladrões, sujos, etc e tal, mas no fim vão e percorrem o mesmo caminho, tentando chegar aonde os três maiores estão.

Não sou filiado a nenhum partido, nem planejo me filiar, mas minha antipatia corre solta quando um ou outro fazem projetos de lei idiotas, como o projeto de Criminalização de certas práticas na internet e o projeto da meia entrada do Senador Eduardo Azeredo. Ambos já são bem discutidos por ai, mas nenhum deles passou por quem mais importa: O povo. Ambos trazem prejuízos para o povo, o da internet podendo invadir a privacidade do internauta, deixando a tarifa mais cara graças a gastos adicionais dos provedores e no fim transformam você em um criminoso só de copiar um texto de algum lugar. Já o da meia entrada limita um benefício que dá a chance a milhares de pessoas de ter acesso a cultura, já que os espetáculos e o cinema limitaria em 40% os ingressos de meia entrada. Aliás no projeto não diz quem vai fiscalizar a emissão destes 40% e a quem devemos reclamar quando formos ludibriados na emissão dos ingressos.

Francamente Senador Azeredo, o senhor não deveria estar preocupado com o processo do mensalão mineiro? Que tal dar uma folga ao bolso dos brasileiros?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: