Archive for the Lugares Category

Gundam!!!

Posted in Lugares with tags , , , , , on março 12, 2009 by Burning

gundamPara comemorar o aniversário de 30 anos da franquia Gundam, uma estátua de 18 metros vai ser erigida em Tóquio, mas por apenas dois meses. A partir de julho uma estátua de 18 metros, feita de uma armação de aço e com revestimento de fibra de vidro e plástico reforçado, a estátua terá luzes em lugares estratégicos e também fumaça para poder criar um clima especial para os visitantes.

Uma outra estátua de gundam já existe em um parque perto do monte Fuji. Neste parque os visitantes podem simular um dia na vida de um soldado da Federação. E se cumprir todas as tarefas que lhe são dadas, a última delas é entrar no cockpit do gundam. Vale dizer que a proporção dos dois é de 1:1 ou seja, é como se fosse o gundam construído em tamanho real. É por este e outros motivos que eu odeio não morar em Tóqui ou ter grana o suficiente para visitar. Via Gizmodo.

Anúncios

Mistérios

Posted in Lugares with tags , , , , , , , , , , on outubro 2, 2008 by Burning
Hashima  por Hiroshi Taro

Hashima por Hiroshi Taro

Realmente gosto quando a internet consegue me surpreender. Hoje parecia ser mais um daqueles dias em que nada é diferente do outros dias, e já estava desistindo de achar algo legal que valesse a pena perder meu tempo quando vi um post legal no Sedentário e Hiperativo. O post era um link de outro blog, o Web Urbanist, que colocou alguns links com fotos de 7 Maravilhas Arquitetônicas Abandonadas da Ásia Moderna.

Sou fascinado com o passado das coisas que não me são imediatamente conhecidas, ruinas, mausoléis, tumbas, arqueologia em geral (graças ao Indiana Jones é claro) e mesmo nos jogos eu perco a maior parte do tempo lendo sobre a mitologia do mundo em que estou jogando, o que é muitas vezes bem rica, é só olhar um Final Fantasy  Tactics da vida ou o Lineage 2 que dá pra perder horas apenas lendo sobre o mundo sem perder o interesse.

Depois ver as maravilhas abandonadas, fiquei olhando o Web Urbanist até achar um outro post sobre Mais 7 Cidades Abandonadas no Mundo e a primeira delas me chamou muito a atenção: Gunkanjima – A Ilha navio de guerra. Acho que todos sabem que o japão é um dos lugares do mundo onde o m² é mais caro, e de repente saber que eles têm uma ilha com edifícios construídos e simplesmente largados me chamou muito a atenção, então fui olhar o histórico da ilha.

O nome verdadeiro é Hashima e ela foi uma mina de carvão de 1887 a 1974. Já foi o um dos lugares mais populosos do mundo e foi fechado graças ao crescimento do petróleo como fonte de energia. Durante muitos anos nada cresceu na ilha, que passou a ser chamada de Ilha sem verde, até que os moradores importaram a terra de Nagoya e plantaram algumas plantas e vegetais, tudo na ilha vinha do distrito de Nagoya por mar e se tivesse tempestades era comum os moradores ficarem sem suprimentos. A ilha já foi cenário para vários filmes e o acesso até ela é restrito. Durante a Segunda Guerra Mundial os japoneses levaram coreanos e chineses para trabalhar na mina já que os jovens japoneses estavam lutando na guerra, muitos deles morreram lá. Atualmente ninguém vive nela.

Hoje ganhei meu dia, porque achei algo tão incrível quanto isso. Aqui tem algumas galerias com fotos:

Yuji Saiga – Gunkanjima – Views of an Abandoned Island

Urban Exploration Resource

Hiroshi Taro

31º Congresso Internacional de Naturismo

Posted in Lugares, Sociedade with tags , , , , , , on setembro 10, 2008 by Burning

Está sendo realizado na praia de Tambaba/PB o 31º Congresso Internacional de Naturismo e pleo que li nos jornais até ontem 2500 pessoas se encontravam reunidas para discutir e fomentar idéias sobre a prática do naturismo. Claro, elas estavam praticando, ou seja estavam nuas.

Segundo os jornais que li, a população local deu alguns depoimentos falando sobre a prática de andar nú por ai, coisas como pouca vergonha ou falta do que fazer. Não sou praticante do naturismo, mas acho a idéia interessante, principalmente porque naturismo não é somente tirar a roupa, mas tem a ver com ecologia, sociologia e aceitação. E isso tudo o Brasil e os brasileiros precisam muito.

O programa Tribos do canal Multishow veiculou um capítulo interessante sobre o naturismo, Daniele Suzuki entrevistou pessoas, visitou lugares e deu uma boa amostra do panorama naturista no Brasil, e o melhor, sem qualquer piadinha sem graça igual ao que aconteceu tempos atrás no SBT. Vale a pena ver.

Para quem quer saber mais é só ir no Google ou clicar em Tambaba 2008 ou Brasil Naturista.

Dubai

Posted in Arquitetura, Lugares, Tecnologia with tags , , , on agosto 28, 2008 by Burning

Sempre me perguntei o porque das civilizações antigas erguerem prédios aparentemente sem sentido, mas muito bonitos e estranhos. Claro que como não sabemos como era a vida na época das construções (a não ser pelos relatos que sobreviveram ao tempo) não podemos dizer o que se passava nas mentes das pessoas que organizaram a construção de tantos edifícios, templos e etc.

Mas em nosso próprio tempo temos Dubai, uma cidade sendo criada no meio do deserto com edifícios estranhos, caros e completamente estranhos. E o motivo por trás disso? Dinheiro, muito dinheiro. Imagino que gastando a montanha de grana que eles estão gastando, vão atrair mais pessoas com muito mais dinheiro e assim gerar um fluxo constante de capital em torno da cidade. Será que a mesma coisa se aplicava no passado? Difícil de responder.

Na foto acima, apesar de parecer um edifício Protoss, é na verdade um grande condomínio que está sendo feito em Dubai. A estrutura em forma de pirâmide e com imensos paines solares vai ser auto-suficiente em energia. Mas ainda me pergunto se eles vão desalinizar a água do mar para uso em toda a cidade. E nos links do Gizmodo tem um monte de fotos da maior torre do mundo, que está perto de ser terminada, em alta resolução é claro. Aliás olhar Dubai do Google Earth é muito legal.

Feriado em Brasília

Posted in Lugares with tags on maio 1, 2008 by Burning

Hoje é dia do Trabalho, feriado nacional e em Brasília isso quer dizer: ruas vazias, comércio fechado, música de mal gosto patrocinada pelo governo tocando na Esplanada dos ministérios.

Nestas horas é que é impossível viver por aqui. O cinema custa uma pequena fortuna, um programa de cinema e lanche não sai por menos de R$ 60. O mesmo vale para o teatro. E se você por um acaso achar um programa de graça pode contar que não vai ter condução, afinal aqui segue-se a regra de que ninguém que não tenha carro merece sair nas ruas.

O veredito final é: se você quizer calma, e ficar o dia inteiro trancado em casa, venha para Brasília.