Arquivo de sexo

25 coisas sobre a minha sexualidade

Posted in Comportamento, Sociedade with tags , , , , , on outubro 9, 2009 by Burning

lipsPara quem curte um bom papo cabeça sobre sexualidade, encontrei um blog interessante. Nele as pessoas mandam 25 fatos sobre a como se desenvolveram sexualmente, ou como tratam o tema, ou ainda como vivenciam suas atividades sexuais. O único problema é que está em inglês, mas hoje em dia acho que isso nem é tão problemático assim.

O blog é completamente simples, tem uma boa quantidade de posts, e os relatos vão dos mais simples ao mais estranhos, passando por preconceitos, problemas, fatos engraçados, tristes e profundos. Como é totalmente anônimo, pode até ser que tenham relatos brasileiros, e o legal da história está ai, você lê o que está lá e fica tentando imaginar que tipo de pessoa poderia ter passado por aquelas experiências.

Sem mais delongas: 25 things about my sexuality

Sexting

Posted in Comportamento, Tecnologia with tags , , , on junho 8, 2009 by Burning

celularComo já dizia o tio do Homem-Aranha – “Com grandes poderes vem grandes responsabilidades…” Isso pode e deveria ser utilizado na vida do ser humano, de todos eles. Mas sempre tem um ou outro que decide viver o lado selvagem do cotidiano e apimentar um pouco mais um ou outro relacionamento e assim dá origem a esse termo: Sexting

Mas que raios é sexting? É algo totalmente inocente. Consiste na junção de sexo e texting (que aqui para nós seria mandar mensagens instântaneas via celular).

Opa! Como assim inocente? Não envolve sexo? Como pode ser inocente? É exatamente isso que me pergunto. Como uma pessoa pode achar que distribuir fotos dela nua pode ficar oculto? Sei que quando existe cumplicidade entre um casal, muito pode acontecer sem que ninguém saiba, mas digamos que um celular não é exatamente o lugar mais seguro para se guardar fotos, então a parte da inocência deveria acabar aqui. Mas não é o que acontece.

As histórias sempre são parecidas: fulana ou cicrano tiraram umas fotos íntimas, o celular foi a)roubado b)mexido por um amigo c)mandado pro concerto – e acabaram parando na internet. Tem ainda a versão de que o namorado(a) vasou as fotos para se vingar, mas mesmo assim o destino é a internet. E do mesmo jeito na hora da foto, todos acharam que algo tão inocente jamais poderia se tornar um problema no futuro.

Calma ai, problema? Sim, para centenas de milhares de pessoas que fizeram o ato, isso pode a vir ser um problema. O ser humano tem o dom de ser mesquinho, falso e ao mesmo tempo puritano. Então temos seres que vão todos os dias e ficam olhando para as tais fotos e ainda chamam quem as tirou nomes pejorativos. Ao mesmo tempo temos aqueles seres que o fazem sem o consentimento da outra parte envolvida, o que é crime, e decide mostrar a todos o quanto ele(a) é gostoso(a) e pega tudo o que vem pela frente.

No meu ponto de vista, sexting é inevitável. A tecnologia permitiu, e aos poucos o tema sexual começa a ser desmistificado na sociedade. Claro que existem riscos, e eles são enormes, não se iludam, mas quem sabe um dia o ato não ajude a tornar a sociedade mais franca em relação ao sexo? Logo a educação sexual também terá de abordar esse assunto e quem estará preparado para dizer o que pode ou não se pode fazer com o seu celular e sua intimidade? Novamente cai naquele ponto: Tudo é possivel, mas nem tudo pode ser bom. Apenas é necessário um pouco de juízo.

Comentários

Posted in Comportamento, Religião, Sociedade with tags , , , , , on março 17, 2009 by Burning

lesbian_kissSou viciado em assuntos polêmicos. Gosto de ver até onde as pessoas conseguem expressar sua inteligência e sua predileção por um ou outro assunto, principalmente quando se está envolvido a religião, a sexualidade e o comportamento humano.

Sempre me comportei como um evolucionista, acredito que mesmo com a religião, a pessoa tem que se sobressair, ir além dos preceitos básicos e finalmente tentar chegar ao máximo que se pode. Claro que isso envolve lidar com outras pessoas e saber respeitar as crenças delas, e neste assunto não sou muito bom, pois quando alguém começa a explicar o porque acredita fielmente em algo que não faz sentido eu logo começo a ridicularizar aquilo, apesar de no passado também ter acreditado.

Colocando isso em voga, gosto de ver os comentários que as pessoas colocam nos assuntos polêmicos. Sempre me pergunto de onde saiu tanta fé, crendices, estupidez, inteligência e um monte de outras “qualidades”. O caso mais recente foi em um texto da Época sobre um casal de lésbicas que decidiram engravidar. Uma cedeu o óvulo, e a outra o ovário e estão esperando gêmeos. O texto logo teve centenas de comentários, alguns incentivando, outros criticando e mais um monte dizendo que aquilo não era normal e que elas iam para o inferno.

Para quem quizer ver os comentários é só ver o texto. Agora o mais interessante disso tudo é que quanto mais inflamado o comentário, mais errada é a escrita. Não sei é por causa da raiva da pessoa contra o artigo, ou contra as mulheres e sua ação. Mas o assassinato do portugês é mais evidente do que tudo. Me pergunto se isso tem alguma relação entre a religiosidade ou a instrução da pessoa. Bem, não deixa de ser interessante, principalmente se você prestar bastante atenção nos argumentos que essas pessoas que escrevem errado. boa diversão.

Internet e o sexo

Posted in Comportamento, Sociedade with tags , , , , , , , on dezembro 24, 2008 by Burning

msn2000A Folha de S. Paulo colocou hoje em seu caderno de informática uma notícia interessante, segue ela aqui na integra: 

22% das jovens se expuseram on-line nos EUA

STEFHANIE PIOVEZAN

DA REPORTAGEM LOCAL

Uma pesquisa indicou que 22% das adolescentes dos Estados Unidos já se expuseram nuas ou seminuas na internet.

O estudo, conduzido pela TRU para uma campanha de prevenção de gravidez adolescente e pelo site CosmoGirl.com, ouviu 1.280 adolescentes e adultos entre 20 e 26 anos, nos EUA, sobre hábitos sexuais relacionados à tecnologia.

Segundo a pesquisa, o número de adolescentes que enviam fotos ou vídeos mostrando seus corpos nus ou seminus pela internet é maior entre as garotas (22%) do que entre os garotos (18%). A porcentagem também é alta entre as mais jovens, com idades entre 13 e 16 anos (11%).

A maioria dos adolescentes envia as mensagens sensuais para seus namorados (71% das garotas e 67% dos garotos), mas 15% afirmaram enviar os arquivos com conteúdo sexual para pessoas que conhecem apenas pela rede.

E-mails e mensagens de texto com conteúdo sexual sugestivo são ainda mais freqüentes: 48% dos adolescentes e 64% dos jovens adultos afirmam já tê-los recebido ou enviado.

A CosmoGirl é a equivalente a Capricho nos EUA. Ainda não vi uma pesquisa desta aqui no Brasil e acho que seria bem interessante ver quais seriam os resultados, afinal temos uma grande população que utiliza a internet para fins recreacionais e para apenas bater papo com os amigos e conhecidos. 

Para aqueles mais impressionados com o apocalipse internético, é bom ver que na pesquisa existem crianças de 13 a 16 anos que admitiram que mandam conteúdo sexual (provavelmente fotos que eles mesmos tiram) para namorados ou conhecidos. Ou seja, não precisa de um pedófilo para gerar este tipo de material, apenas pessoas que utilizam a net e é claro, um pouco de inconsequencia nos atos das mesmas.

Nos EUA este tipo de comportamento é até comum, já que é fácil achar este tipo de material sobre festas de fraternidades estudantis onde se pode ver de tudo acontecendo e me pergunto se o mesmo comportamento chegará por aqui, já que todos sabemos que nas festas universitárias acontece muita coisa, mas até então não era “documentado”.

Mais uma vez é bom se certificar de ensinar bem as crianças a utilizar bem a internet. Isso pode evitar problemas futuros.

Educação Sexual

Posted in Sociedade with tags , , , , , on dezembro 1, 2008 by Burning

redribbonEm um país onde as pessoas se assutam quando ouvem falar que a vida sexual dos adolescentes começa aos 14-15 anos, um pai vai na contramão da educação e critica o kit de educação sexual do Ministério da Saúde. Eu já tinha visto a notícia semana passada em algum jornal, e ia falar sobre ela, mas acabei esquecendo. A notícia saiu novamente ontem no Fantástico.

O pai de uma garota de 12 anos entrou com uma representação no Ministério Público para barrar o tal kit porque achou o ofensivo. No kit têm um pênis de borracha e esse foi o motivo de todo o assunto. Ele achou que a filha foi exposta ao constrangimento porque seus colegas de classe fizeram brincadeiras de conotação sexual com o objeto. O argumento dele segundo o Fantástico é este: “Não podemos dar uma carta de motorista e dar para um menino de 12 anos guiar um carro, assim como não podemos incentivar uma criança de 10 a 15 anos a ter uma relação sexual. Aliás, a relação sexual tem que ser explicada que é dentro de um contexto de compromisso mútuo”.

Provavelmente se o kit estivesse disponível a toda a rede de ensino do Brasil o número de garotas grávidas caisse e a incidência de DSTs também. Aliás hoje, Dia Mundial de Luta contra a Aids, é um ótimo dia para lembrar que apesar da camisinha ser fácil de comprar, muitas pessoas não o fazem por vergonha ou desinformação, justamente o que o kit combate. Sexo, educação sexual e responsabilidade sexual são assuntos não somente de sala de aula, como também de família. E educação sexual não é igual a incentivo à prática sexual, mas sim preparo. É a mesma coisa que dizer que educação sobre drogas irão fazer os adolescentes se drogarem.

Aliás o governo está de parabéns pela campanha “Entas” que está sendo veiculada na TV sobre sexualidade e prevenção de DSTS na terceira idade.

Nudez e cinema

Posted in Comportamento, Filmes, Televisão with tags , , , , , , , , , , , on outubro 10, 2008 by Burning
Rachel Weisz descontraida no Festival de Veneza

Rachel Weisz descontraída no Festival de Veneza

O ator Pedro Cardoso em uma entrevista ontem reclamou ontem durante o lançamento do filme “Todo mundo tem problemas sexuais” do excessos de nus dos atores. Ele segundo a Folha de S. Paulo ele disse – “Até quando, nós, atores, ficaremos atendendo ao voyeurismo e a disfunção sexual de diretores?” seguindo com – “Minha tese: a nudez impede a comédia e o próprio ato de representar. Quando estou nu, sou sempre eu a estar nu, e nunca o personagem.”  e citou que a nudez que ja tinha sido uma arma na luta contra a liberdade, agora virou apenas uma ferramenta para atrair o público. Ele ainda se preocupou em expressar que o ator tem lutar diariamente contra a pornografia reinante e pensa em um dia em que não tenha medo do Youtube e das seções Nostalgia do Canal Brasil. O artigo foi publicado hoje no caderno Ilustrada da Folha de S. Paulo e também na Folha Online.

Em partes concordo com ele, afinal um bom filme não precisa de alguém nu para fazer sucesso. E não sei ele se referia apenas a comédias, já que a reportagem não deixa isso explicito, o que tornaria o nu ainda menos necessário. Mas nas mãos de diretores competentes e com bons roteiros, o nu é sim uma arma, não contra a repressão (pelo menos não mais por aqui) para o enredo e para a associação do espectador e do filme.

Continue lendo

Quadrinhos online

Posted in Quadrinhos with tags , , , , , , , , , , , , on setembro 23, 2008 by Burning

Com algum tempo para matar e não sabe o que fazer? Que tal ler umas tirinhas de quadrinhos? É, daquelas que saem nos jornais. Pessoalmente gosto bastante das que estão disponíveis no UOL, mas somente as do Laerte, do Angeli, Glauco e as vezes do Adão. Acho que estes caras são os pilares das tirinhas no Brasil. O Let´s talk about sex do Angeli é o meu preferido já que ali rola de tudo mesmo, desde religião e sexo até política. É uma pena que a algum tempo ele não atualiza.

Lá no UOL tem muitas tirinhas para todos os gostos, mas se os brasileiros não bastam, tem uma séries de outros quadrinhos legais, como o XKCD, que é sobre matemática, relacionamento e humanidade (nem sempre nesta ordem e nem mesmo com o contexto certo). O Sinfest é bem espirituoso, divertido e bem humorado. A algum tempo o Parn me indicou o Darths & Droids, que coloca o Star Wars I – The Phantom Menace no universo rpg d20 e o resultado é incrível, passei umas boas horas rindo.

Aconselho a todos que vejam os quadrinhos desde o início, já que mostra não só o amadurecimento dos traços dos artistas, mas também o desenvolvimento dos diálogos. Boa diversão!